Confira nossas dicas e ajude a conter a proliferação do mosquito Aedes Aegypti

Como cuidar dos pneus de seu veículo?

Os pneus são os componentes responsáveis pelo contato do veículo com o solo e por isso são os principais itens de segurança. Sua vida útil é estimada entre 50 mil e 70 mil Km*. Contudo, são necessários cuidados no decorrer da vida útil, com o objetivo de preservar a segurança e o conforto ao dirigir. Você sabe como cuidar dos pneus de seu veículo? Fique atento(a) as nossas dicas:

Calibragem – Este procedimento deve ser realizado periodicamente a cada 15 dias**, necessariamente com os pneus frios. É importante manter a pressão correta dos pneus, pois além de contribuir para a segurança e melhorar o desempenho, torna o automóvel mais econômico. Verifique o Manual do proprietário de seu veículo para saber a calibragem exata a ser feita. Uma pressão abaixo dos padrões estabelecidos reduz a durabilidade do pneu (em pelo menos 8.000 km), aumenta o consumo de combustível e favorece o risco de explosão do componente e acidentes na pista.

Pneus com pressão acima dos padrões têm a área de contato com o solo reduzido perdendo a aderência. Isto pode aumentar o risco de acidentes em casos de frenagem emergenciais e ocasionar a perda da trajetória do veículo nas curvas, em alta velocidade.

Indicadores de desgaste – São componentes de controle da vida útil dos pneus, também conhecido como TWI, sigla em inglês para indicador de desgaste de banda de rodagem, e estão localizados entre os sulcos dos pneus. Quando expostos, indicam que o desgaste chegou a um ponto crítico, comprometendo a segurança do condutor e dos passageiros. Neste cenário a troca deve ser imediata.

Revise a cada 10 mil Km – Embora a vida útil estimada dos pneus chegue a 70 mil Km, é importante que sejam feitas revisões periódicas, de preferência a cada 10 mil Km, com o objetivo de corrigir possíveis danos causados aos pneus no dia a dia. Buracos de rua e pequenas batidas podem causar danos que comprometem a dirigibilidade e a segurança do condutor e dos passageiros.

Rodízio dos pneus – Outro fator altamente recomendável é o rodízio dos pneus a cada 5.000 km. Além de prolongar a vida útil, essa medida garante melhor dirigibilidade e previne o desgaste prematuro dos componentes da suspensão.
Cuide de seus pneus com a Toninho Auto Center, revendedora oficial Michelin.

* Vida útil varia de acordo com as diferentes linhas de pneus. Valores baseados na linha Michelin.
**Recomendação Michelin

MICHELIN LANÇA PNEU LTX FORCE PARA UTILITÁRIOS E PICAPES

Até a Michelin decidiu entrar na onda dos SUVs. Nesta quarta-feira (6), a fabricante de pneus lançou, na Argentina, o Michelin LTX Force, um pneu criado para utilitários e picapes. O novo produto, desenvolvido e fabricado no Brasil, é de “uso misto” – para a estrada e para a lama. “É para quem quer usar o carro na cidade, mas também quer levar o carro para o campo”, afirmou Ruy Ferreira, diretor comercial de pneus de passeio e caminhonete da Michelin América do Sul, durante o evento.

Além de atender a dois públicos diferentes, o urbano e o off road, a fabricante afirma que o produto é mais seguro, tem durabilidade maior e é mais robusto. De acordo com a empresa, o pneu freia até dois metros antes do que a média dos concorrentes da categoria de pneus mistos e tem melhor controle em situações de aquaplanagem, sem prejudicar a durabilidade que, de acordo com a Michelin, é 35% maior do que a média dos concorrentes (Goodyear, Bridgestone e Pirelli) na categoria.

PNEU MICHELIN LTX FORCE PARA SUV (FOTO: MICHELIN)

PNEU MICHELIN LTX FORCE PARA SUV (FOTO: MICHELIN)

A escultura da banda de rodagem, inspirada no Rally Dakar, é desenhada especialmente para oferecer maior aderência ao solo, com blocos mais altos, que proporcionam robustez e tração maiores.

O LTX Force chega às lojas brasileiras ainda este mês em 21 dimensões, com aros de 15 a 18 polegadas. A empresa também revelou que, a partir do segundo semestre de 2015, quatro modelos irao sair de fabrica com o novo pneu. São eles: Chevrolet Trail BlazerFord EcoSportVolkswagen Amarok e Chevrolet S10.

O preço ainda nao foi divulgado pela marca, mas Bruno Blanc, diretor de marketing para pneus de passeio e caminhonete da Michelin América do Sul, revelou a Autoesporte que podemos esperar algo em torno de R$ 800 para o pneu de maior largura do produto (265/70 16 / utilizado na Toyota Hilux).

 

Fonte: Revista Auto Esporte

Sistema de Monitoramento da Pressão do Pneu

tpmsTPMS significa Tire Pressure Monitoring System (Sistema de Monitoramento da Pressão dos Pneus). O TPMS é um sistema de alerta indicando ao condutor quando um pneu está significativamente com menos pressão e sua alteração de temperatura. O produto é bem conhecido nos EUA, Europa e Ásia sendo conciderado uma acesório impresindível para a segurança do condutor.
Em 2000, Seguindo uma série de colisões automobilísticas, frequentemente fatais, e um consequente recall de pneus nacional, o congresso dos EUA aprovou a lei de Aprimoramento, Responsabilidade e Documentação de Recall de Transportes (TREAD). Tendo a segurança do condutor como principal preocupação, a lei TREAD determinou, entre outras, que todos os novos carros de passageiros, veículos de passageiros de vários fins, caminhões e ônibus com peso de até 10.000 libras nos Estados Unidos, sejam equipados com um sistema de monitoramento de pressão nos pneus, um sistema de alerta que indica ao motorista quando um pneu está subinflado. Seguindo um cronograma de implantação, o mercado dos EUA obedeceu completamente à nova regra com os modelos do ano 2008 e, agora, os sistemas de monitoramento de pressão de pneu são padrão em todos os carros nos Estados Unidos.

 

O aparelho TPMS é facilmente instalado, basta colocar os sensores internamente nos pneus, estes vão fazer a leitura de pressão e de temperatura, e por uma transmissão de informação via rede sem fio as informações são visualizadas no visor do aparelho em tempo real.

 

 
Seus beneficios, entre outros, são:

  • Fácil Instalação do dispositivo
    Contribui para a vida útil dos pneus em até 30%
    Ajuda na redução do consumo de combustível
    Auxilia na diminuição dos riscos de algum vazamento nos pneus, evitando ter que ir a lugares para acompanhar tal informação.
    Ajuda na prevenção contra acidentes com pneus bem calibrados
    Rápido retorno de investimento.