Tudo o que você precisa saber sobre troca de pneus

Os pneus representam um dos componentes mais importantes do veículo. Isso porque são a sustentação do automóvel. Realizar a troca regular desses produtos é mais uma etapa importante da manutenção deste grande companheiro do dia a dia – o seu carro.

Além disso, este componente tem a capacidade de transmitir a situação da suspensão e dos freios do veículo, ou seja, se algo estiver errado com esses itens, ele apresentará algum tipo de desgaste incomum, o que serve como alerta. Essa é apenas uma das tantas razões que fazem a troca dos pneus de um carro uma atividade primordial.

Nesta matéria especial, preparamos dicas importantes que vão te ajudar a evitar problemas futuros, além de aumentar a vida útil de várias peças do seu veículo. Descubra abaixo:

Como saber se chegou a hora?
Antes de realizar a troca dos pneus, é comum que seja feita uma etapa anterior da manutenção: o rodízio. A prática consiste em alterar a posição entre o eixo dianteiro e o traseiro, de forma que a borracha sofra um desgaste regular, aumentando a vida útil do produto. Tal atividade deve ser feita de acordo com a recomendação presente no manual do proprietário, com a quilometragem oscilando entre 5 mil e 10 mil quilômetros.

Caso isso já tenha sido feito, é importante prestar atenção no estado dos seus pneus. Por lei, a altura mínima dos sulcos é de 1,6 milímetros. Quando inferior a isso, eles já são considerados carecas, o que, se não trocados, pode resultar na apreensão do veículo.

Neste momento, é importante ficar atento, também, aos indicadores de desgaste, conhecidos como TWI (Tire Wear Indicator). Eles são pequenas saliências espalhadas nos sulcos dos pneus que servem para indicar que, quando a borracha chega nesta altura, é hora de trocá-los para manter a segurança de rodagem.

Fique atento!
Agora que você sabe quando deve realizar a troca, confira outras dicas para colocar esse cuidado em prática já:

Validade
É importante estar atento ao prazo dos pneus, geralmente cinco anos após a data de fabricação. Este dado pode ser encontrado na lateral do produto. Outra dica é que, na hora da troca, nunca deve ser substituído apenas um dos pneus. Quando realizada, ela deve ser feita com, no mínimo, os dois do mesmo eixo.

Calibragem
Esta é uma prática que pode auxiliar ou atrapalhar a vida útil dos seus pneus. Isso porque, quando feita de forma regular e correta, facilita a locomoção; porém, se a pressão estiver errada, pode causar o desgaste irregular da borracha.

Pneus cheios demais prejudicam prematuramente a parte central e ficam mais suscetíveis a impactos; já os murchos desgastam primeiro as bordas e o ombro, além de aumentar o consumo de combustível. De qualquer forma, você sai perdendo, portanto, esta é uma atividade que merece atenção.

Você sabia?
Cada tipo de pneu suporta um limite máximo de velocidade atingido pelo veículo. Para descobrir o do seu carro, basta olhar a lateral do pneu, que indicará até quantos quilômetros consegue alcançar, vide o modelo do produto que está sendo utilizado. Confira, abaixo, a tabela:

B – 50 km/h
C – 60 km/h
D – 65 km/h
E – 70 km/h
F – 80 km/h
G – 90 km/h
J – 100 km/h
K – 110 km/h
L – 120 km/h
M – 130 km/h
N – 140 km/h
P – 150 km/h
Q -160 km/h
R – 170 km/h
S – 180 km/h
T – 190 km/h
U – 200 km/h
H – 210 km/h
V – 240 km/h
W – 270 km/h
Y – 300 km/h

Aqui, no Toninho, realizamos este serviço com a qualidade que o seu veículo merece. Passe na unidade mais próxima de você!

Fonte: ICarros

Fique atento ao óleo Lubrificante de seu veículo

Passe em uma de nossas 4 lojas e obtenha o melhor serviço de Campinas e região!

Os óleos lubrificantes são substâncias responsáveis por reduzir o atrito dos componentes internos móveis do motor durante o funcionamento. Por isso, a falta de cuidado do motorista com este item acarreta em sérios danos no coração do veículo, o motor. Ruídos no motor, aumento no consumo de combustível e perda de desempenho, são sintomas comuns de lubrificação ineficaz. Em casos extremos, a falta de atenção com o período de troca do óleo, pode acarretar na inutilização do motor.

Para evitar problemas relacionados à lubrificação, verifique semanalmente o nível do óleo. Para isso, o motor do veículo deve estar frio, para que não ocorram distorções na medição. Localize a vareta e observe se a marca do óleo está no nível correto (nível mínimo e máximo indicado na vareta).

A vida útil dos lubrificantes dura em média 10 mil quilômetros ou um ano. Após este período, o lubrificante começa a perder a eficácia, trazendo riscos a vida útil do motor. Neste item, motoristas que enfrentam congestionamentos regulares ou realizam curtos percursos, devem ter atenção redobrada às condições do óleo lubrificante. Neste cenário a troca é recomendada com a metade do prazo ou quilometragem, (cinco mil quilômetros/seis meses).

Toda precaução será em vão se o lubrificante utilizado não for o indicado para o seu veículo, portanto recorra ao manual de proprietário. O mais importante é observar as especificações indicadas: Se o lubrificante ideal para o veículo é mineral, sintético ou semissintético, nível de viscosidade (SAE) e desempenho (API ou ACEA).

Toninho Auto Center

CAMPINAS – CENTRO

Avenida Benjamin Constant, 539 – Tel 19 2129 1555

NORTE SUL
Avenida José de Souza Campos 2072 – Tel 19 2116 8030

TAPETÃO
Rua Carolina Florence, 1613 – Tel 19 3232 1555

VALINHOS

Av. dos Esportes 494 – Centro – Tel 19 3869 5443